Lugar de criança é na escola

Toda criança tem direito à escola, ao lazer e à saúde. Essas garantias quem dá é o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), criado em 1990.

Mas, infelizmente, existe um número grande de crianças fora da sala de aula. O motivo? Elas são obrigadas a trabalhar para ajudar em casa.

Pesquisas revelam que 75% desses jovens trabalhadores são responsáveis por até 30% do orçamento das suas famílias. A maioria deles está em áreas rurais. É preciso que a sociedade toda se mobilize contra o trabalho infantil. Devemos assumir o compromisso de dar prioridade às crianças e adolescentes nas políticas públicas e privadas, para garantir o direito à educação, ao lazer, à cultura, à dignidade, a cidadania, ao respeito, à liberdade e à convivência com a família.

Não podemos deixar que as crianças sofram nenhum tipo de discriminação, maldade, violência ou repressão, principalmente no trabalho.

Acima de tudo, os nossos deputados e a Turma do Plenarinho querem proteger o seu maior direito: o de ser criança! Se você souber de algum caso de desrespeito à infância e de exploração do trabalho, fale conosco!

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: